InícioCalendárioMembrosGaleriaRegistrar-seConectar-seBuscarGruposFAQ

Compartilhe | 
 

 Reencontro das coroas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Cora Fawley

avatar

Mensagens : 85
Data de inscrição : 06/06/2015

MensagemAssunto: Reencontro das coroas   Qua Set 16, 2015 11:06 pm


Só soube para onde tinha ido ao abrir os olhos após aparatar. Sabia bem o porque da escolha, foi a única vez em sua vida que havia falado algo considerado romântico para alguém. E sempre que sentia-se péssima, como naquele momento, fugia para aquele fim de mundo. Isso acontecia todos os anos, desde a morte do filho e ali estava ela, em outro aniversário da morte de Evan. Ficava ali por horas, tentando se lembrar das coisas boas que havia vivido, o que de certa forma, ajudava muito. Mas nada podia tirar aquela dor dela, ninguém podia substituir seu filho.

Pode sentir as lágrimas em seus olhos quando começou a andar em volta das ruínas, tentando prender elas no lugar, mas sem muito sucesso. Nem mesmo no ano em que tinha Eddard e Anastásia por perto, aquilo mudava. Era sempre sim. Ela, que odiava demonstrar fraqueza ou chorar, tinha que fugir dos olhos dos próprios filhos para fazer tal coisa. Parecia idiota para qualquer outra pessoa, mas era seu orgulho em jogo, e Cora não era do tipo que ignorava aquilo. Os amava acima de tudo e todos, mas nem mesmo eles podiam conhecer aquele lado frágil que tinha enterrado dentro de si. Respirou fundo e limpou o rosto com os dedos, olhando o castelo que tanto lhe era conhecido. Se lembrava da última vez que estivera ali com alguém, tanto anos atrás…

- Cala boca e espera pra ver, porra. - Cora tinha achado aquele lugar sem querer, tinha discutido com os pais, como de costume, e pensou em um local qualquer para se acalmar, a aparatação acabou a levando para um castelo em completa ruína. Não tinha entendido o porque de estar ali, mas o que antigamente devia ser grandioso e esplêndido, hoje estava apenas as suas sobras, destruído e abandonado. Não sabia também, porque tinha pensado em levar Fiona ali, talvez por ambas sempre esconderem seu relacionamento carregado de alfinetadas e veneno, então, quem iria achá-las naquele monte de pedras? Era um bom lugar para se encontrarem as escondidas, sem ninguém ao redor para pertubá-las. Embora jamais admitisse e jamais fosse admitir, aquela loira desgraçada a tinha por completo, sendo impossível não demonstrar para a mesma, mesmo que escondesse tão bem de todos os outros. - Pronto. - Tirou as mãos dos olhos dela e viu toda a confusão em seu olhar, se perguntando o porque de estarem ali. - Aqui não tem ninguém para nos encher o saco, embora ninguém faça isso melhor do que você, claro. - Respondeu o que ela não tinha perguntando em palavras, piscando-lhe um dos olhos. Em seu íntimo, porém, a resposta era outra: é apenas um lugar para chamarmos de nosso. Apesar de nada daquilo fazer sentido num primeiro momento, foi ali que elas passaram a se encontrar nos últimos dias, antes de subir no altar e receber o sobrenome Rosier. E como se fosse ensaiado, após sua lua de mel, a loira esperava por ela ali. - Não importa esse casamento, não importa que não poderei mais te ver, você é a única vadia que sempre vai realmente ter esse tipo de “coisa” de mim. - Foi o que disse, antes de beijá-la por última vez e aparatar para nunca mais voltar a olhar naqueles olhos daquela maneira que poderia ler a alma de Fiona Malfoy.

Não percebeu o sorriso que havia em seus lábios, até sentir as bochechas doerem pelo gesto. Aquela lembrança parecia outra vida, meses depois de sair de Hogwarts. Se não fosse os sentimentos sempre tão vivos, poderia dizer que era a lembrança de outra pessoa. Jamais poderia se imaginar dizendo algo daquele tipo para alguém novamente, mas não se arrependia. Foi a primeira e última vez que ousou colocar em palavras o que sentia por aquela maldita loira, mesmo que não tivesse dito tudo. Percebeu que se lembrar teve o efeito necessário, por alguns longos minutos. Já fazia tantos anos que não a via, a não ser em festas das família de puro sangue, onde trocavam uma alfinetada ou outra, mas nunca mais do que isso. Era engraçado sentir falta de alguém que dizia odiar, mas não podia mudar tal coisa. Soltando uma leve risada de si mesma, sentou-se na escadaria que ali havia. Ainda precisava de mais uns minutos sozinha, antes de voltar para casa e tentar se esquecer daquele dia.


Cora Rosier
LOVE IS WEAKNESS
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fiona Malfoy

avatar

Mensagens : 70
Data de inscrição : 07/06/2015

MensagemAssunto: Re: Reencontro das coroas   Qui Set 17, 2015 6:33 pm


You can all just die.


Havia acordado naquela manhã com um humor excelentíssimo, sentindo-se plena. Suas filhas estavam consigo e, mesmo que Ember não fosse a perfeita filha, sempre havia Lyanne para alegrar seus dias. Tudo estava na quase perfeita ordem, e isso já a satisfazia. Beijou a testa de Lyanne após o café da manhã e foi até os jardins. Aparatou. Havia uma pequena, mas considerável, chance do lugar não estar vazio. Ela sabia que era um dia importante. E não seria a primeira vez que se encontrariam em um dia como aqueles assim, sem mesmo marcarem.

Aparatou e, com os olhos vendados, manteve os lábios encrispados, com uma clara face de tédio. Contudo a ter a sua visão livre, seu nojo e tédio se transformou em confusão. A frase de Cora a fizera revirar os olhos. -Encher o saco? Querida, eu não faço nada além de lhe dizer o que ninguém tem coragem de falar na sua cara. - disse, mas sem a olhar, ainda analisando o lugar. E mesmo que parecesse, por fora, estar contrariada, entrou ali e lá ficou com ela, por várias e várias vezes. Até que o óbvio viesse a acontecer, e Cora virar Cora Rosier. Aparatou lá no dia que ela provavelmente voltaria da lua de mel, e poucas horas depois ela apareceu. Sentiu vontade de ir embora no mesmo instante. Afinal, tudo que mais queria era cuspir palavras na cara dela. Odiava Cora, e isso a tirava do sério, pois ao mesmo tempo, não podia resistir sucumbir a ela. A declaração dela realçava todos os pensamentos de Fiona, que a beijou vorazmente, com raiva e fúria, com ódio e com aquela palavra que nunca diria. -

Analisava o andar de cima, sendo tomada por lembranças, das mais odiosas às mais eróticas, algumas carregavam ódio e erotismo ao mesmo tempo, até escutar um riso vindo do andar de baixo. Negou com a cabeça, rindo consigo mesma. Ela realmente estava ali. Ergueu a cabeça, acendeu um cigarro, tragou e andou até lá, fazendo questão de deixar seus saltos ecoarem pela mansão. Parou no degrau mais alto, olhando-a. -Imaginei que, depois de tantos anos, este lugar viria a baixo. Mas se até você ainda está de pé… Vejo que muitas coisas ruins podem durar por anos. - disse com deboche, embora para ela, e provavelmente para Cora, a referência de “coisas ruins” era claramente entendida como a declaração que Cora fizera naquele mesmo lugar, após se casar. Foi descendo as escadas, tragando mais de seu cigarro e se aproximando, mas parando em pé ao lado dela. -Precisa de ajuda para se levantar, Cora? - disse o nome dela quase cuspindo, e sorrindo no final, como se a tivesse elogiado. Terminou de descer as escadas, analisando o lugar. -O que te trás aqui? - perguntou já de costas. Seu cabelo balançava com a leve brisa que entrava por uma janela quebrada, e seu vestido justo, negro e pouco abaixo do joelho, tomava um tom ainda mais escuro a luz que entrava. Deu uma tragada longa, deixando a fumaça tomar o ar denso e empoeirado que tinha aquela mansão abandonada




Fiona Malfoy Greengrass
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cora Fawley

avatar

Mensagens : 85
Data de inscrição : 06/06/2015

MensagemAssunto: Re: Reencontro das coroas   Qui Set 17, 2015 7:23 pm


Sentiu a presença de alguém antes mesmo de se fazer presente, mas antes que pudesse sacar sua varinha, reconheceu o perfume que sempre a atormentou a vida inteira. Um sorriso veio e foi embora antes que a loira falasse algo, e quando isso aconteceu, Cora revirou os olhos e soltou uma risada igualmente debochada. - Você que o diga, Malfoy, você que o diga. - Olhou-a parada no mais alto degrau. Desgraçadamente linda, como se lembrava da última vez que a viu. Aquela mulher era uma praga, podia se passar anos que ainda iria atrair seus olhares como um ímã. A observou fazendo seu trajeto, até parar ao seu lado. - Ainda não cheguei nessa sua fase, onde preciso da ajuda dos outros, Fiona. - Retribuiu o modo como ela disse seu nome, se levantando para acompanhar os passos da outra. A fumaça e aquele cheiro horrível invadindo suas narinas, fazendo-a imaginar há quanto tempo ela estava se matando daquela maneira. Antes que respondesse sua pergunta, ficou de frente para a loira, tirando o cigarro de sua mão e o jogando no chão, apagando-o com o salto de seus sapatos. A irritar era um dom, que lhe dava todo o prazer. - A morte de Evan, obviamente. - Seu tom saiu de certa forma, fria. Não gostava de se expor, mas aquela era Fiona, não tinha o que esconder daquela maldita. - E você, por que está aqui? - Durante todos aqueles anos que vinha ali, a Malfoy jamais aparecerá ali, se perguntando se ela ao menos se lembrava daquelas ruínas.


Cora Rosier
LOVE IS WEAKNESS

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fiona Malfoy

avatar

Mensagens : 70
Data de inscrição : 07/06/2015

MensagemAssunto: Re: Reencontro das coroas   Sex Set 18, 2015 6:34 pm


You can all just die.



Vê-la novamente era sempre o prazer. O modo como os lábios dela continuavam carnudos e convidativos, mesmo após tantos anos, faziam com que Fiona perdesse o sono por muitas noites. Mas não dava o braço a torcer, e mostrava-se enojada ao vê-la. O deboche de Cora era seu maior charme aos olhos da loira. Foi ao virar-se, vendo-a a sua frente, que teve o desprazer de ser livrada de seu cigarro. Quando Cora o fez, Fiona se sentiu em abstinência imediatamente. Não pelo cigarro em si, mas pela falta do substituto de seu verdadeiro grande vício. Começou a fumar quando Cora se casou, pois achou que seu vício pela morena poderia ser esquecido se fosse substituído pelo tabaco. Fumava quando pensava nela, para esquecê-la, e fumava todo o tempo. A primeira vez que cheirou cocaína foi quando soube da primeira gravidez de Cora. Se matava com vícios, para tentar se viciar menos nela, inutilmente. Sabia que sua dependência poderia a levar à morte. Se em algum momento isso acontecesse, imaginava que pelo menos estaria livre do vício que tinha por Cora Rosier. Por esta razão, quando Cora tirou seu cigarro, a primeira coisa que Fiona sentiu foi aquele desejo quase incontrolável de beijar Cora. Mas reprimiu o quanto pôde. Seu olhar expressava raiva pelo ato da morena maldita.

O modo frio como ela falhou da morte do filho a pegou de surpresa. Não precisa esconder seus sentimentos de mim, Cora, querida. Eu consigo ler o que você esconde, então para que tentar? pensou consigo, lembrando-se das histórias que escutara sobre o sofrimento da morena ao perder o filho. -Meus pêsames. - disse mais por “educação” que por sinceridade. A recíproca da pergunta fez com que Fiona pensasse um pouco em sua resposta. Não assumiria, nem para si mesma, que estava ali por ela. Inventou então a melhor desculpa que conseguiu. -Ember está de volta em casa. Precisava ficar um pouco sozinha para… pensar. - a mentira saiu fácil de seus lábios. Afinal, com Ember por perto, gostaria de estar com os olhos nela, mas estava ali quase com as mãos em Cora. Lembrou-se de um pequeno rumor, e se este tinha pequena chance de ser real, se aproveitaria da oportunidade. -Me disseram que sua filha Anastásia esta de volta, que o marido dela morreu. Uma pena, tenho que reconhecer. Mas que bom que ela é jovem ainda, e poderá se casar novamente para dar um herdeiro aos Rosier. Certo, Cora? - questionou, alfinetando. Em questões de discussão, aquelas que feriam a honra da família eram suas favoritas.



Fiona Malfoy Greengrass
SLYTHERIN::: PURE BLOOD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cora Fawley

avatar

Mensagens : 85
Data de inscrição : 06/06/2015

MensagemAssunto: Re: Reencontro das coroas   Sex Set 18, 2015 8:23 pm



Aquela expressão de nojo no rosto de Fiona não era o que ela sentia naquele momento, sabia disso pois a conhecia, mesmo sem a vê-la por anos, Cora só não poderia dizer certamente, qual era os sentimentos da loira. Nem conseguia entender como poderia desejá-la tanto, depois de todo aquele tempo afastadas. Achava que com o tempo, iria esquecer de tudo o que haviam vivido, mas era impossível, Fiona estava sempre em seus pensamentos, mesmo que se esforçasse tanto para isso não acontecer, nem mesmo em seu pior estado de embriaguez. Pode ver a raiva nos olhos dela ao jogar seu cigarro no chão, abrindo um largo sorriso nos lábios. Havia conseguido o que queria e com isso, soltou uma leve risada em deboche. Deu de ombros com os sentimentos dela, tentando novamente esconder suas lágrimas, virando o rosto para longe dela e indo até o que antigamente era uma janela. Cruzou os dedos em frente ao corpo, olhando para a floresta que se estendia para além das ruínas. Tudo ali era conhecido por ela, tudo protegido para que apenas as duas encontrassem, tudo lhe trazendo as mais belas lembranças de um tempo que só tinha que se preocupar em irritar Fiona. Quando a loira voltou a falar, a morena arqueou as sobrancelhas. Não era verdade, podia sentir de longe, mas preferiu não dizer nada. Por mais que quisesse, aquele não era um bom dia para Cora, embora a presença da mulher a acalmasse, como ninguém mais conseguia. Porém, quando ela tocou no nome de sua filha, virou-se bruscamente em sua direção novamente. - Sim ela está de volta, sim o marido dela morreu e ela já tem um filho, um ótimo herdeiro Rosier. Como vai Ember que também acaba de voltar? Trouxe um dragão nas costas? E a bastarda da sua família, vai bem também? - Devolveu a alfinetada, um sorriso venenoso se fazendo presente.


Cora Rosier
LOVE IS WEAKNESS

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fiona Malfoy

avatar

Mensagens : 70
Data de inscrição : 07/06/2015

MensagemAssunto: Re: Reencontro das coroas   Seg Set 21, 2015 12:44 am


You can all just die.


A raiva dela, causada por sua pergunta, fez com que as pernas de Fiona até se estremecessem. Deuses, a expressão no rosto dela de puro ódio era o que mais tirava a loira do sério. Mas a mesma se limitou a rir, ignorando, por um breve momento, as perguntas sobre Ember. -Ah, Cora. Sempre soube que lhe faltavam parafusos. Mas achava que, quanto ao sangue, fosse realmente fiel. - disse em puro deboche. E então, foi se aproximando. Não ficou próxima ao ponto de a tocar, mas próxima o suficiente para saber que aquela distância era seu limite para não tomá-la. -Um filho adotado não é nada numa família. Como pode garantir que a mãe era realmente puro sangue? Ou o pai? Você realmente vai deixar sua filha manchar sua família desta maneira, Rosier? - desafiou-a, e então negou algumas vezes com a cabeça, se afastando. -Esperava mais de você. Sempre disseram que você tinha potencial, mas... Aparentemente, todos se enganaram, Cora. - não havia nada que Fiona gostava mais, além de Cora, que debochar do sangue de alguém. Agora poder fazer isso com a morena, era algo que fazia seu sangue ferver no mais puro prazer. Deu de ombros então, já de costas e meio afastada, quando lembrou-se da pergunta. -Ember ainda será posta nos trilhos. Infelizmente puxou ao infeliz do pai dela. Mas, Lyanne sempre será uma luz na família Greengrass. Um exemplo a ser seguido. Um exemplo, que levará a irmã ao caminho certo. Tomo como base a família de nossa Lady das Trevas, como pode perceber. A mãe dela falhou com uma das filhas, mas Bellatrix salvou a família, e levou sua irmã caçula a salvação também. - dizia tudo com o mais puro orgulho, levado claro daquele tom de engrandecimento, ou do mero puxassaquismo com a família das trevas que, não apenas ela, mas muitos outros, portavam já com naturalidade, devido ao meio que viviam. Levou a mão esquerda a um anel que usava na mão direita, e virou sua pedra. Esta se levantou, revelando um pequeno compartimento onde um pó branco se encontrava. Como já de costume, pegou um pouco do pó ali com a própria unha e o levou a narina, sentindo a cocaína correr pelo seu corpo, num efeito quase que imediato. Fechou a pedra e virou-se de frente para ela, arqueando a sobrancelha. -Mas o que você está fazendo para contribuir com sua família? Eddard... Bom, sempre há um caso perdido. Evan já não pode fazer nada, e não lhe trouxe herdeiro algum. Anastásia era uma ótima candidata, mas você deixou que ela tomasse as decisões. - finalizou, mais que ansiosa pela resposta dela.


Fiona Malfoy Greengrass
SLYTHERIN::: PURE BLOOD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cora Fawley

avatar

Mensagens : 85
Data de inscrição : 06/06/2015

MensagemAssunto: Re: Reencontro das coroas   Ter Set 22, 2015 5:00 pm


Elevou uma de suas sobrancelhas quando Fiona começou a falar, cruzando os braços em frente ao corpo, ela começou a ouví-la em silêncio. A aproximação dela fazendo um arrepio descer por sua espinha, mas graças aos deuses, sabia disfarçar e muito bem. A loira sempre tivera o dom de tirá-la do sério, desde o primeiro ano juntas em Hogwarts, mas agora, falando de sua família, era algo que fazia com que Cora quase metesse a mão na sua cara. Mas estava controlada o suficiente para não cometer o ato, ainda entorpecida em sua dor e por conta da presença dela. Não respondeu, pois sabia que viria mais a seguir, por isso continuou da mesma maneira no lugar, até ela falar da filha. Soltou uma risada em puro deboche. - Sim, um realmente exemplo. Qualquer um vê isso, hein. Largada pelo pai do próprio filho. Imagino o quão exemplo ela deve ter sido para isso acontecer. Nem venha me falar que o pai era um babaca, pois é um Yaxley e a trocou por uma Karkaroff, é muito sábio. - Não conseguiu permanecer calada nesse momento, suas palavras saindo calmas e em tom suave e leve, como se comentasse do tempo. - E Ember ter salvação? Duvido muito, não é ela que vive próxima da bastarda? Lembre-se que nem todas as Black foram salvas. - Entre as duas era puro veneno, como bem se lembrava e aquilo lhe agradava tanto, fazendo seu coração bater mais rápido e sua respiração se alterar. A observou abrir um anel, imaginando o que ali teria. Não pode ter uma surpresa maior ao vê-la pegar um pó branco com as unhas e levar ao próprio nariz. Oh, sweetheart, o que está fazendo consigo mesma? Resistiu ao impulso de se aproximar e tirar aquela porcaria de suas mãos, mas o que ela mesma podia fazer? Era uma maldita viciada em firewhiskey desde que se entendia como casada. Porém, o que veio a seguir, lhe tirou qualquer vontade de não querer vê-la morta, agora queria fazer isso com as próprias mãos. - Falar de Evan no dia de hoje, justo hoje, é baixo e podre até mesmo pra você, Greengrass. Quer saber, isso acaba de perder a graça. Eu vim aqui para amenizar minha dor, não pra uma maldita qualquer piorar a situação. Com sua licença. - Começou a andar em direção as escadas, perdendo completamente sua vontade de brigar ou irritá-la. Ninguém precisava a lembrar que não tinha um verdadeiro herdeiro na família, mesmo sabendo que Fiona o faria uma hora ou outra, mas vindo dela, era aceitável. Mas falar de seu filho morto, era demais até mesmo para si.  


Cora Rosier
LOVE IS WEAKNESS
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fiona Malfoy

avatar

Mensagens : 70
Data de inscrição : 07/06/2015

MensagemAssunto: Re: Reencontro das coroas   Ter Set 22, 2015 7:22 pm


You can all just die.



Riu-se disfarçando a raiva com a tentativa dela de a irritar. -E o que mais ele seria além de um babaca? Estúpido? Idiota? Um homem que troca uma mulher como Lyanne para aceitar ser corno é, no mínimo, um babaca. Sinto muitíssimo que minha sobrinha tenha caído naquela Karkaroff. Mas era de se esperar. Crescer sem a mãe trás traumas que são difíceis de apagar. - disse, realmente sentindo muitíssimo por Audrey. Tinha um carinho imenso por suas sobrinhas, e saber que ambas estavam em situações tão horríveis era de partir o coração. Deu com os ombros, porém com o discurso sobre Ember. -Eu só preciso acertar uma vez. Mais que isso, somente servirá para a posteridade. - seu tom esnobe nunca abandonava sua voz.
A droga ainda corria em seu sangue, rápido o bastante para ela demorar a assimilar que Cora, talvez pela primeira vez, se retirava após as provocações. Somente assim percebeu, e assumiu para si mesma, que havia ido longe demais. -Sinto muito. - disse alto o bastante para Cora ter certeza que Fiona não repetiria. Não a olhava naquele momento, mesmo sabendo que, das escadas, teria uma visão maravilhosa de Cora. -Agradeço aos deuses todas as noites pela vida de minhas filhas. Não consigo imaginar como sobreviveria caso perdesse Lyanne, ou até Ember. - começou a andar em direção da escada, subindo aos poucos. Deu uma risada em meio as passadas. -Houve um tempo, eu me lembro bem, que nada lhe faria franzir o cenho, que seria difícil arranjar palavras que realmente lhe fariam perder o controle e mostrar o que sentia. Vejo que, depois de tantos anos, encontrei sua fraqueza. - disse, subindo o último degrau que a deixaria cara a cara com Cora. -Não se preocupe. Seu segredo está a salvo comigo. - disse com deboche, abandonando qualquer resquício de arrependimento que a culpa por realmente magoa-la pudesse lhe trazer.
O aroma no ar era aquele maldito perfume irreconhecível que ela tinha, e isso tomou suas veias de modo mais poderoso que qualquer droga que havia provado. Precisava de um cigarro naquele momento. Precisava cheirar seu pó. Se não o fizesse, provaria a ela que sua fraqueza estava bem ali, diante de Fiona. Levou a mão ao seu anel. Precisava dar um jeito em si antes que perdesse o controle. No último instante, controlou seu impulso, limitando-se a rir. -Ah, Cora... Depois de tantos anos, você ainda liga para as merdas que eu falo? Achei que o tempo a faria controlar sua raiva. Mas é muito bom saber que seu ódio por mim continua intacto. - deu um passo mais para frente, digna de uma viciada querendo sua droga. E então levou a mão ao cabelo dela, a puxando com força e precisão para seus lábios. Foi gratificante saber que ainda se encaixavam tão perfeitamente.



Fiona Malfoy Greengrass
SLYTHERIN::: PURE BLOOD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cora Fawley

avatar

Mensagens : 85
Data de inscrição : 06/06/2015

MensagemAssunto: Re: Reencontro das coroas   Ter Set 22, 2015 7:26 pm


Travou no último degrau ao ouvir aquelas palavras. Jamais imaginou que ouviria aquilo de seus lábios, nem mesmo naquele caso, onde Cora se rendeu a dor e se afastou pela primeira vez. Virou-se novamente, vendo-a lá embaixo, parecendo realmente sentir muito. Soltou um longo suspiro pelos lábios e esperou pelo o que viria. Love is Weakness. Sua própria voz ecoou em sua cabeça. Nunca teve tanta certeza daquilo, como naquele momento. A loira tinha cutucado sua ferida mais profunda, mas continuava ali, ansiosa por suas próximas palavras e próximos passos. Fechou as mãos em punhos, cravando as unhas nas palmas. - Assim como agradeço por ainda ter Eddard e Anastásia, sem eles, eu não estaria aqui. - Assim como ela, confessou. A observou subir as escadas, querendo que ela chegasse perto o mais rápido possível. Sorriu com seu comentário, dando de ombros ao final. Sim, seus filhos eram suas fraquezas, assim como aquela loira que agora estava a poucos passos de si. - Eu sei que está, Fiona. - Sussurrou em resposta e fixou o olhar no dela novamente. Respirou fundo, se recompondo e esquecendo do seus minutos de fraqueza. Aspirou o delicioso cheiro dela, reprimindo a vontade de fechar os olhos e aproveitar melhor aquele momento. Olhou novamente para seu anel, sentindo seu coração falhar uma batida com aquele gesto, mas se surpreendeu quando a mesma desistiu do ato. Um rápido sorriso se formou, mas logo se apagou com sua risada. - Ah, Fiona, pode se passar mil anos que essa raiva jamais se apagará. E tenho certeza que é recíproco. - E então, foi pega de surpresa com a aproximação e com os lábios nos seus. Seu mundo travou por um instante, mas assim que aquele segundo passou, levou uma das mãos para sua cintura, puxando-a ainda mais para si. Retribuiu ao beijo sem nem pensar duas vezes, estremecendo com o gosto da loira novamente em seus lábios. Deuses! Tantos anos separadas e a sensação nunca mudava. A mão livre se emaranhou em seus fios loiros, segurando com certa força ao mesmo tempo que acariciava o local. Ah, como ela tinha sonhado com aquele momento, todos os dias de sua vida. Deixou que sua língua percorresse cada canto daquele boca tão conhecida e de que tanto sentia falta. O ar faltou após alguns minutos e Cora se afastou rapidamente, antes de se voltar para aqueles lábios.


Cora Rosier
LOVE IS WEAKNESS
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fiona Malfoy

avatar

Mensagens : 70
Data de inscrição : 07/06/2015

MensagemAssunto: Re: Reencontro das coroas   Seg Set 28, 2015 7:35 pm


You can all just die.


Não seria possível, nem mesmo que tentasse, negar a reciprocidade do ódio delas. Em contra partida, seria impossível aceitar que o ódio se aproximava tanto daqueles outros sentimentos que costumavam amaldiçoar. Desejo, vício e, talvez o mais amaldiçoado por elas, amor. Tudo, porém, foi exposto naquele beijo, naquele fato de Cora  ainda ter a mesma sincronia de Fiona. E mesmo com a hesitação da morena, que fez com que Fiona sentisse por segundos que a havia perdido, pôde sentir no sabor dos lábios dela o quanto Cora ainda a pertencia. Sentiu seu coração se acelerar quando ela a puxou para perto e, nos segundos que separaram seus lábios, sentiu-se em pura abstinência, tratando de a beijar assim que o fôlego foi recuperado.

Conduziu-a escada acima, o bastante para simplesmente prensá-la contra a parede e continuar a beijando. Sua mão desceu do cabelo dela e fez a trilha da cintura de Cora, parando ali com as unhas fincadas em seu quadril. Separou o beijo, olhando-a com um ar ofegante. -É tão tedioso quando não se tem ninguém assistindo. Não concorda comigo? - questionou, antes de levar os lábios à pele dela, devorando seu pescoço em chupadas e moridas, marcando-a novamente como sua.





Fiona Malfoy Greengrass
SLYTHERIN::: PURE BLOOD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cora Fawley

avatar

Mensagens : 85
Data de inscrição : 06/06/2015

MensagemAssunto: Re: Reencontro das coroas   Seg Set 28, 2015 9:24 pm


Eram tantas sensações e sentimentos que a tomavam que parecia que iria explodir a qualquer segundo. Aqueles lábios novamente nos seus a fez sentir o que há muitos anos não sentia, seu corpo se arrepiando e implorando por mais era um deles. Subir as escadas de costas não era algo muito bom, mas confiava em Fiona naquela condução, de forma que apenas intensificou o beijo até sentir seu corpo contra a parede, preso pelo dela. As mãos descendo por sua cintura e as unhas em seu quadril a fizeram suspirar, sentindo sua respiração se acelerar a cada segundo que se passava. Tanto tempo sem aquele toque e ainda era do jeito que se lembrava: intenso e perfeito, se encaixando completamente em si. Assim que abriu os olhos para olhá-la ofegante, Cora não negou um sorriso. Somente uma coisa era melhor do aquela expressão, quando Fiona chegava ao orgasmo. Soltou uma risada debochada com sua pergunta, mordendo seu lábio inferior. - Não poderia concordar mais. - Respondeu, embora jamais achasse os momentos com ela tediosos, com ou sem gente. Os dedos em seu cabelos a seguraram com mais força ao sentir os lábios em seu pescoço, soltando leves suspiros. Merlin e Morgana sabiam o quanto aquele calor e aquela boca, aquela mulher por inteiro fazia falta. Vê-la em festas de longe, sempre ansiando por seu contato e nunca tê-lo, a matava. Mas agora, ali estavam novamente, Cora sendo marcada por aqueles lábios deliciosos que tanto… amava. Sim, tinha certeza daquilo, sempre teve, mas nunca dizia em voz alta, aliás: Love is Weakness! A mão antes em sua cintura subiu um pouco, procurando o zíper de seu vestido e o puxando com força para baixo, passando as unhas pontudas e afiadas por suas costas.


Cora Rosier
LOVE IS WEAKNESS
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fiona Malfoy

avatar

Mensagens : 70
Data de inscrição : 07/06/2015

MensagemAssunto: Re: Reencontro das coroas   Ter Set 29, 2015 11:24 am


You can all just die.


O que a entediava em tudo aquilo era saber que sua segunda maior paixão não seria alimentada. A primeira era, sem dúvida, ter a morena em mãos. A segunda, porém, era que todos vissem e comentassem sobre as duas. Os olhares de horror, nojo e até vergonha poderiam fazer Fiona gozar em questão de minutos. Por esta razão, mordeu com força a pele dela quando concordou, guardando o sorriso que Cora havia dado em um lugar especial e somente dela em sua memória. Quando sentiu seu zíper descer por suas costas, afastou-se apenas o suficiente para despi-lo, ficando apenas com um conjunto fino e rendado, claramente caro e com aquele ar retrô, com uma cinta liga que ligava à meia calça. Fiona não perdia sua classe, não importava quanto anos se passassem.

Assim que o vestido foi ao chão, ouviu o barulho de uma caixa, e uma ideia lampejou em sua mente. Afastou-se dela e foi atrás do maço de cigarros, colocando um na boca e o acendendo com uma mágica básica. Tragou com vontade e voltou a se aproximar dela, soltando a fumaça em seu rosto, seguida de uma risada. A mão que não segurava o cigarro foi até o cabelo dela, segurando com força. Puxou-a e a virou contra a parede, prensando seu corpo novamente no dela. Desta vez, deixou o cigarro pender nos lábios, enquanto passava as mãos sem pudor algum pelo corpo dela. -Eu vi seu rosto quando eu acendi o outro cigarro, e este também. O que aconteceu, Cora? Achei que me quisesse morta. - disse com a cabeça próxima ao ouvido dela, tragando e soltando o ar. Pegou o cigarro entre os dedos e o jogou longe, deixando claro que havia sido tudo para provocá-la mais. Levou ambas as mãos ao zíper do vestido e o abriu, despindo-a devagar. Não havia como negar, o tempo havia passado e castigado a ambas. Mas Cora parecia carregar toda a graça e sensualidade de sua juventude, agora com curvas mais maduras. Talvez o tempo amadureceu também o gosto de Fiona, pois nunca a viu tão desejável. Com os vestidos delas no chão, Fiona novamente colou o corpo no de Cora, beijando suas costas e acariciando sua bunda com uma mão. Cravou as unhas ali, antes de puxá-la pela cintura e a virar de frente para si. Seus olhos pareciam não se desgrudarem dela, assim como pareciam penetrantes e famintos. Os anos de abstinência fizeram com que, neste momento de "fraqueza", perdesse todo seu auto controle e compostura. Tudo que queria era o sabor de Cora em seus lábios, e o teria a qualquer custo.




Fiona Malfoy Greengrass
SLYTHERIN::: PURE BLOOD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cora Fawley

avatar

Mensagens : 85
Data de inscrição : 06/06/2015

MensagemAssunto: Re: Reencontro das coroas   Qua Set 30, 2015 12:34 am


Foi inevitável não gemer quando ela mordeu seu pescoço com mais força, fincando as unhas com mais vontade em suas costas. Quando Fiona se afastou para tirar de vez o vestido, Cora a devorou com os olhos. Filha da puta! Tantos anos e ainda acendia aquele fogo dentro de si. Não podia mentir, o tempo a castigou, assim como castigou a si própria, mas nada daquilo importava. Estavam nos braços uma da outra e somente aquilo era importante. Quando levou as mãos para puxá-la de volta para perto, a loira se afastou e foi pegar algo em seu vestido. Só podia ser brincadeira. Em um momento daquele e a desgraçada pensava em fumar? Revirou os olhos quando soltou a fumaça em seu rosto, afastando o cheiro com um gesto de mão. - Você é inacreditável. - Comentou no mesmo instante em que era virada de costas, suspirando com o gesto repentino. O corpo colado no seu fazia seu corpo inteiro se arrepiar, fechando os olhos por alguns segundo para se aproveitar ainda mais da situação. - Nesse momento eu preciso de você viva, depois eu penso melhor na sua morte, Fiona. - Respondeu em puro deboche, quase não ligando para o cigarro, conseguindo pensar apenas naquelas mãos em seu corpo e em sua voz no ouvido. Agradeceu mentalmente ao ver aquela porcaria sendo jogada longe, voltando a revirar os olhos com intenção de vê-la com raiva. Sentir o vestido longe de si foi um alívio e o verdadeiro contato com a pele de Fiona a fez gemer novamente, os lábios em suas costas a fazendo estremecer. Deuses! Assim que foi virada de frente novamente, seus olhos correram pelo corpo da loira, puxando-a novamente pela cintura com força, não querendo nenhum mínimo espaço entre elas. Encontrou seu olhar por alguns segundos, antes de tomar seus lábios em um beijo mais voraz e faminto. Suas mãos percorrendo cada curva e a marcando com suas unhas. Fiona era sua novamente, nem que fosse por apenas aqueles minutos, faria que o momento durasse para sempre, recuperando cada maldito segundo daqueles anos.


Cora Rosier
LOVE IS WEAKNESS

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fiona Malfoy

avatar

Mensagens : 70
Data de inscrição : 07/06/2015

MensagemAssunto: Re: Reencontro das coroas   Sab Out 03, 2015 3:23 pm


You can all just die.


"Nesse momento eu preciso de você viva, depois eu penso melhor na sua morte, Fiona." Ah, Fiona esperava que Cora notasse o arrepio que lhe correu ao escutar isso. Os braços de Cora em volta de seu corpo, o beijo voraz e deliciosamente pecaminoso fazia com que a loira se sentisse molhada. Sua respiração ofegava e seu coração batia forte. A loira torcia para poder se sentir daquele jeito sem as drogas, mas nos braços dela... era a droga mais deliciosa. Após um bom tempo de beijo, mãos em lugares inapropriados e de muita saudade a matar, Fiona separou o beijo, olhando-a com malícia. Não demorou muito para levar, novamente, os lábios ao pescoço dela. Contudo não demorou ali, e foi descendo em beijos, chupões e mordidas pelo corpo dela. Deleitou-se com seus seios, aproveitando para despí-la do sutiã, e tocar e beijar aquela parte da mulher que tanto lhe tirava do sério quando usava os vestidos com corpete apertado. Mas também, não demorou mais que o necessário ali. Queria a tocar de verdade, queria fazê-la realmente sua, como não fazia a anos. Não tinha tempo de esperar para levá-la para um lugar melhor, ou pelo menos colocá-la no chão. Faria ali mesmo com ela em pé, segurando a cintura dela com uma mão e ajoelhada na sua frente. Com a mão livre, despiu a calcinha dela sem cerimônias alguma. E quase tão desesperada quando esteve quando beijou os lábios dela, levou a boca ao vértice dela, provando de seu sabor. Seu corpo se estremeceu, mas não fechou os olhos. Mantinha o olhar no dela, observando as reações que sentira tanta falta de assistir, provando daquele sabor que era, entre todos, o mais viciante que seus lábios já haviam provado. Chupava a mulher e sentia-se mais viva que nunca. Não demorou muito para levar a mão livre até lá, chupando dois dedos antes de os colocar dentro dela, curvando-os e iniciando movimentos nada delicados.


Fiona Malfoy Greengrass
SLYTHERIN::: PURE BLOOD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cora Fawley

avatar

Mensagens : 85
Data de inscrição : 06/06/2015

MensagemAssunto: Re: Reencontro das coroas   Sab Out 03, 2015 5:05 pm


Pode notar que sua fala fez a loira se arrepiar e um sorriso ainda maior e malicioso surgiu em seus lábios. Deixou que sua língua explorasse cada canto daquela boca deliciosa, com o melhor dos gostos, o gosto dela, de Fiona Malfoy. Uma de suas mãos subiu para os cabelos dela, segurando com certa força, enquanto a outra continuava percorrendo suas curvas e marcando sua pele com as unhas. Fiona era sua e deixava sua prova disso com aquelas marcas. Não negou qualquer gemido ou suspiro que os lábios dela causaram ao voltar para seu pescoço, acompanhando o percurso dela por seu corpo com as unhas em suas costas. Sentir a boca da loira novamente em si era maravilhoso, sonhava com aquilo todas as noites e nada se comparava com aquele toque. Fechava os olhos para aproveitar melhor cada segundo, passando a segurar seus cabelos com força, puxando-a para mais perto de si. Ansiava para que ela chegasse logo onde mais queria, e pelo jeito, a loira queria o mesmo. Vê-la ajoelhada à sua frente trouxe um arrepio por sua espinha e um sorriso ainda maior. Não existia visão mais linda do que aquela. Soltou um gemido alto ao sentir a boca diretamente em sua intimidade, estremecendo junto dela. Deuses, como aquela mulher tinha lhe feito falta. Levou uma das pernas para contornar seus ombros, todo seu corpo correspondendo apenas à ela. Só existia as duas, só existia Fiona lhe chupando e causando as melhores sensações do mundo, sensações que somente ela tinha o poder de causar em si. Os dedos dentro de si arrancaram um gemido ainda mais alto, suspirando e pedindo por mais a cada segundo, seus quadris rebolando em sua boca e dedos.


Cora Rosier
LOVE IS WEAKNESS

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fiona Malfoy

avatar

Mensagens : 70
Data de inscrição : 07/06/2015

MensagemAssunto: Re: Reencontro das coroas   Seg Out 05, 2015 11:39 am


You can all just die.


Não havia como negar o quão molhada estava enquanto chupava Cora, e o quanto aquilo lhe dava prazer. Aquele sabor que tomava seus lábios havia acompanhado sua memória tão fortemente que, agora que a provava novamente, se perguntava como resistiu tantos anos em abstinência. A perna dela em seu ombro apenas comprovou que Cora estava gostando de seus toques, e isso apenas a estimulou a ir mais fundo, e chupá-la ainda com mais vontade. Os gemidos preenchiam seus ouvidos como a mais bela música, e a fazia gemer também, de modo que sua língua mandava vibrações diretas à intimidade de Cora. Contudo, queria mais. Queria vê-la se contorcer, queria vê-la perder as forças no momento que atingisse o máximo de prazer. Queria que, ao chegar ao orgasmo, Cora gritasse seu nome, como da última vez que pertenceram uma a outra naquela casa. Não havia outro termo, além de pertencer a ela que pudesse descrever melhor o que sentia quando transavam. Quando sentiu algumas primeiras contrações, anunciando que o melhor estava por vir, enfiou um terceiro dedo, curvando-os lá dentro, e reiniciando um vai e vem deliciosamente intenso. Separou os lábios da intimidade dela apenas para sussurrar seu nome. -Cora... - disse suavemente, e então passou a língua por ela. -Não me deixe esperando. Você sabe o que eu quero. - disse, claramente se referindo ao sabor dela, à pele arrepiada quando atingia o ápice, à expressão de puro deleite e aos seus sonoros gemidos. Voltou os lábios à ela, dando o melhor de si apenas para provar o melhor dela.


Fiona Malfoy Greengrass
SLYTHERIN::: PURE BLOOD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cora Fawley

avatar

Mensagens : 85
Data de inscrição : 06/06/2015

MensagemAssunto: Re: Reencontro das coroas   Seg Out 05, 2015 1:42 pm


Deixava que seu salto arranhasse a pele de Fiona, querendo deixar sua marca em todo lugar possível. A puxava pelos cabelos e segurava os fios com força, não querendo que ela se afastasse por nenhum milésimo de segundo. Tudo o que sentia era o prazer que a mulher a causava, algo que ninguém mais conseguia, somente ela e sua essência. Não segurava nenhuma reação, seus gemidos saindo cada vez mais altos e sem frequência alguma. As vibrações que os gemidos da loira causavam, apenas aumenta mais seu prazer, sentindo sua própria respiração falhar com tudo aquilo. Já podia sentir suas paredes começaram a se contrair e a mulher apenas aumentou isso ao inserir o terceiro dedo, seu gemido mais alto e agudo escapando. Não negou um suspiro se reprovação quando ela se afastou, mas o modo como sussurrou seu nome fez um arrepio passar por todo seu corpo. Aumentou o sorriso nos lábios, prendendo o olhar no dela por aquele segundos, não perdendo nenhuma expressão de quando a chupava. Simplesmente ter a loira lhe tocando era um motivo para gozar, mas sentí-la, vê-la naquela posição… Ah, aquela era a visão mais orgástica que poderia ter. Sem aguentar nem mais um segundo, Cora se derramou na boca e nos dedos dela. - Fiona. - Gritou seu nome sem se conter. Em seu interior sempre soube que pertencia apenas à ela, mas naquele momento, nunca teve tanta certeza daquilo.


Cora Rosier
LOVE IS WEAKNESS

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fiona Malfoy

avatar

Mensagens : 70
Data de inscrição : 07/06/2015

MensagemAssunto: Re: Reencontro das coroas   Ter Out 06, 2015 11:53 am


You can all just die.


Foi de um deleite imensurável sentir o líquido dela se derramar em seus lábios, mas nada superava o modo como ela gritou seu nome. Retirou os dedos lentamente e, quando o fez, passou a língua por toda sua intimidade, provando até a última gota do orgasmo de Cora. Somente então se levantou, prensando seu corpo no de Cora novamente. Levou os dedos que havia colocado dentro dela até os lábios da morena, fazendo-a chupar, para então beijá-la com um pouco mais de calma, mas com uma volúpia que nunca abandonava os beijos das mulheres. Quando o ar faltou, levou os lábios ao pescoço dela. Desta vez, os beijos eram leves e suaves, sem mordidas ou chupões, apenas o bastante para relaxar Cora depois do orgasmo. Seus dedos faziam um leve carinho nas costas dela, roçando as unhas na pele da morena. Subiu uma das mãos para o queixo dela, parando de beijar seu pescoço. Fez com que ela a olhasse nos olhos, analisando-a. Entreabriu os lábios, mas nada disse. Tinha algo para falar, sempre tinha, mas nunca diria. Afinal, como a morena dizia, love is weakness. Então no lugar de dizer o que sentia, deixou que o silêncio tomasse aquele momento. No fundo, sabia que ela entendia.


Fiona Malfoy Greengrass
SLYTHERIN::: PURE BLOOD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cora Fawley

avatar

Mensagens : 85
Data de inscrição : 06/06/2015

MensagemAssunto: Re: Reencontro das coroas   Ter Out 06, 2015 7:44 pm



Sua respiração estava alterada e seu coração acelerado, aquele orgasmo sendo o melhor de sua vida, até porque, com Fiona o causando, não poderia ser diferente. A língua em sua intimidade sensível estremeceu mais uma vez seu corpo, fazendo-a gemer novamente. Segurou a cintura da loira quando esta voltou a prensar o corpo no seu, chupando os dedos dela e sentindo o próprio gosto na boca. Subiu uma mão para sua nuca, a puxando com delicadeza durante o beijo que retribuía na mesma calma, acariciando sua pele e emaranhando os dedos em seus fios loiros. Aquele momento era único e Cora adorava aquele clima de pós orgasmo que se instalava entre elas. Assim que o ar faltou, a loira se afastou e passou a beijar levemente seu pescoço, a morena apenas deixando suas unhas passarem de leve pelos ombros, nuca e pescoço dela, aproveitando aquela sensação morna que os lábios da mulher traziam. E quando Fiona segurou seu queixo, olhando-a daquela forma, soube exatamente o que ela pensava em dizer, mas não conseguia. Abriu um terno sorriso, levando um dedo indicador para fazer o contorno de seus lábios. Não precisavam dizer nada, pois se entendiam como ninguém. Tomou sua boca em um novo beijo, ainda calmo e sempre pressa. Trocou de posição com ela, passando a prensar seu corpo na parede. Suas mãos percorriam suas curvas, tirando seu sutiã e envolvendo os seios nas mãos, massageando-os e puxando os mamilos entre os dedos. Separou seus lábios com uma mordida nos dela, sendo sua vez de voltar a marcá-la no pescoço com mordidas e chupões. Fiona era sua novamente e iria deixar sua marca para provar aquilo. Demorou-se com os dentes no local, indo para os ombros, colo, seios e barriga, se ajoelhando então entre suas pernas. Olhou para ela, um sorriso malicioso surgindo. Tirou suas meias e liga, beijando toda a extensão de ambas as pernas. Com os dentes, puxou a lateral de sua calcinha, rasgando a fina peça e a jogando longe. Vê-la novamente nua para si era o melhor dos paraísos. Passou a ponta da língua por sua intimidade, sentindo o quanto ela estava molhada. Não se demorou muito em começar a chupar avidamente seu clitóris.


Cora Rosier
LOVE IS WEAKNESS
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fiona Malfoy

avatar

Mensagens : 70
Data de inscrição : 07/06/2015

MensagemAssunto: Re: Reencontro das coroas   Qua Out 14, 2015 10:07 pm


You can all just die.


Naquele sorriso terno, no silêncio e na falta de palavras, soube que todas as promessas nunca ditas ainda eram mantidas por elas. Entreabriu o lábio, soltando um leve gemido, quando Cora contornou-o com o indicador. Aquilo era o mais próximo que chegavam de conseguir se comunicar de maneira sincera e honesta. O beijo pegou-a por inteiro, e como há anos atrás, Fiona se entregou totalmente àquele simples ato. Inverteu as posições quado ela a virou, e continuou a beijá-la. As mãos em seu corpo, tocando-a e a despindo, os beijos e mordidas em seu pescoço, tudo que completava a essência de Cora parecia tomar Fiona de uma maneira única. Não havia nada ruim naquele momento, e sempre teve a consciência de que ficar nua para Cora era como uma grande conquista. Trocou um sorriso malicioso com ela, tendo a visão maravilhosa de Cora ajoelhada nua à sua frente. Era o momento perfeito para uma alfinetada, mas Fiona mal teve fôlego quando Cora foi tirando suas meias calças. Sua expectativa era alta demais. Sentiu o elástico da calcinha pressionar seu corpo, até ceder e ser rasgado pelos dentes da morena. Voraz, como ela sempre fora. Estremeceu com a língua em sua intimidade, levando uma perna para sobre o ombro de Cora, dando-lhe total espaço para fazer o que queria consigo. Odiava a si mesma quando se entregava tão completamente à Cora, pois nem mesmo consigo mesma era tão honesta, e quando transava com a morena, não conseguia esconder, mascarar ou manipular seu verdadeiro eu. -Vadia! - xingou em gemidos a mulher entre suas pernas, fechando os olhos e curvando as costas, sentindo o prazer a tomando.


Fiona Malfoy Greengrass
SLYTHERIN::: PURE BLOOD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cora Fawley

avatar

Mensagens : 85
Data de inscrição : 06/06/2015

MensagemAssunto: Re: Reencontro das coroas   Sex Out 16, 2015 7:03 pm


Ah, aquela mulher era deliciosa demais para ser verdade. O jeito como reagia a si tirava todo seu fôlego, fazendo a umidade entre suas pernas voltar com tudo. Deuses, Fiona era uma desgraçada por fazer aquilo consigo, algo que ninguém mais conseguia. Vê-la gemendo e arqueando as costas daquela maneira a incentivavam em continuar. Chupava seu clitóris e arranhava com força a perna em seu ombro, voltando a passar a língua por toda sua intimidade, chupando seus lábios e a penetrando com a língua por longos minutos, se deliciando como anos atrás, com seu gosto maravilhoso. E somente elas duas sabiam o quanto aquele momento era único, o mais delicioso possível. Soltou uma risada com o xingamento, levando a mão livre para sua intimidade, contornando sua entrada com apenas um dedo. - Oh, sweetheart, não é nada delicado xingar a pessoa que está lhe chupando e lhe fazendo gemer… - Não deu tempo para resposta, ao invés do único dedo que a circulava antes, a penetrou com quatro de uma vez, seu sorriso malicioso aparecendo novamente. Voltou com os lábios para seu clitóris, chupando com ainda mais voracidade, se deliciando com suas reações.


Cora Rosier
LOVE IS WEAKNESS

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fiona Malfoy

avatar

Mensagens : 70
Data de inscrição : 07/06/2015

MensagemAssunto: Re: Reencontro das coroas   Sab Out 24, 2015 2:30 pm


You can all just die.


Ela sabia que seu xingamento teria retorno, mas mesmo assim, a ausência dos lábios dela em si por poucos segundos, lhe tiraram do sério. Tinha uma resposta pronta, tão afiada quanto costumava ser, mas o dedo ameaçando a penetrar fazia com que Fiona perdesse a fala. Soltou um gemido altíssimo quando sentiu não apenas um, mas quatro dedos dentro de si, deliciosamente a tomando de uma maneira única. Suas pernas por pouco não falharam, e ela se manteve firme, agarrando-se aos cabelos de Cora. Agora, seria impossível xingá-la, pois mal conseguia parar de gemer. Foi uma questão de tempo até que Fiona não mais resistisse, e se derramasse nos dedos de Cora. Um gemido rouco acompanhou o orgasmo, assim como um meio sorriso nos lábios. Aquela sensação de ter seu sangue fluindo por suas veias, queimando e a mostrando que estava completamente viciada, era algo que nenhuma droga conseguiu fazer com Fiona. Quanto tempo levaria para se recuperar da falta dela, se Cora se afastasse? Não sabia se seria capaz novamente, pois no fundo, nunca se recuperou. Mas foi ao olhar para baixo, encontrando o olhar da morena, que o sorriso de Fiona tornou-se pleno. Foda-se. Elas eram uma da outra novamente, não importava se aquela seria a última vez, ou apenas um início de uma nova rodada. Tudo aquilo que Cora a proporcionava era único, e Fiona pertenceria eternamente àquilo. Tirou a perna do ombro de Cora, e a puxou para cima. Precisava do contato com seu corpo nu, e provar seu próprio sabor nos lábios dela. E assim o fez, beijando-a imediatamente. No meio do beijo, contudo, seu coração falhou uma batida, fazendo-a separar o beijo. Mas não uma falha simples, e sim algo doloroso. Já havia sentido aquilo antes, principalmente quando cheirava cocaína demais, por isso evitou a preocupação. Então tentou, num disfarce rápido, fazer com que a sensação fosse de que ainda estava se recuperando do orgasmo. Mas nada poderia mudar o fato de, estando com Cora ou não agora, havia se matado aos poucos nos últimos anos.



Fiona Malfoy Greengrass
SLYTHERIN::: PURE BLOOD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cora Fawley

avatar

Mensagens : 85
Data de inscrição : 06/06/2015

MensagemAssunto: Re: Reencontro das coroas   Dom Out 25, 2015 1:24 am


Ver o modo falho que ela tentou retribuir seu comentário a divertiu, mas não parou por mais nenhum segundo com os dedos dentro dela. Fazia-os sair por inteiros e voltar rapidamente e com força para o interior da loira, seus lábios não se separando do clitóris dela. Vê-la gemendo daquela forma era algo único, ainda melhor do que se lembrava, mas queria mais. Queria vê-la no ápice daquele prazer. E quando conseguiu isso, cravou as unhas com força na coxa que se apoiava em seu ombro, gemendo junto dela. Observou encantada as feições de Fiona, ainda mais bela daquela forma, completamente entregue a si. Assim que seus olhares se encontraram e ela sorriu daquela forma, não pode deixar de retribuir. Subiu novamente quando foi puxada, logo retribuindo ao beijo, segurando seus cabelos sem força, apenas para trazê-la o mais próxima possível. Compartilhar o gosto de Fiona naquele beijo era delicioso e perfeito, e teria continuado por mais segundos, se ela não tivesse se afastado. Apesar da tentativa de disfarçar, Cora compreendeu que algo estava errado. Segurou o queixo dela, obrigando-a a olhar em seus olhos. - O que houve? - Perguntou, claramente preocupada. Colocou uma mexa de seu cabelo atrás da orelha, acariciando sua bochecha com o polegar.


Cora Rosier
LOVE IS WEAKNESS

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fiona Malfoy

avatar

Mensagens : 70
Data de inscrição : 07/06/2015

MensagemAssunto: Re: Reencontro das coroas   Dom Out 25, 2015 6:46 pm


You can all just die.



O gesto e o tom de preocupação tiraram a concentração de Fiona por alguns segundos, deixando-a relaxada e entregue com aquele gesto de carinho em seu rosto. Mas então o peso da pergunta lhe atingiu. Não diria a verdade, não completamente. Não admitiria seus vícios, mesmo que eles fossem óbvios, pois não queria admitir as razões para tal. -É apenas uma fraqueza, Cora. Nada com o que se preocupar. - disse num tom de deboche, caçoando da preocupação dela, mesmo que quisesse no fundo se entregar aos cuidados da morena. E então, com muito esforço, colocou-se um pouco para o lado, se afastando da morena, e andando nua até próxima da grade da escada. Abaixou-se no meio do caminho, apenas para pegar o maço de cigarro, e acender um. Passou a fumar ali, observando o hall da mansão abandonada. -Ainda vai ter que me aturar viva por muito tempo, se é com isso que se preocupa. Tenho assuntos inacabados, e ninguém vai me enterrar antes que eu os enterre. É uma questão de honra. - deu uma longa tragada, soltando a fumaça ao longe. -E de sangue. - completou. Foi fumando, como se estivesse extremamente bem, até que o cigarro chegasse a metade. Só então voltou-se até suas roupas no chão, colocando o sutiã e o vestido. Com toda sua inegável cara de pau, virou-se de costas para Cora, para que a morena fechasse seu zíper, e apenas saiu quando ela o fez. Não vestiu suas meias, ficando descalça e deixando as meias e cinta liga jogadas no chão. Voltou para onde estava, às grades de mármore branco e manchado com o tempo que contornavam o hall e que levavam até uma escada ao centro. Fumou até que seu cigarro chegasse ao fim, e jogou o que sobrou no chão do hall. Virou-se para Cora, apoiando os cotovelos na grade, num claro olhar de desafio. Fazia sempre aquilo, esperando para ver se Cora admitiria o que haviam acabado de fazer em voz alta, mesmo sabendo que ela não o faria. Fiona nunca havia feito. Não falavam sobre as coisas que faziam juntas e que as fazia bem, e talvez este fosse o ponto mais triste de todos aqueles anos de fraqueza por ela.



Fiona Malfoy Greengrass
SLYTHERIN::: PURE BLOOD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cora Fawley

avatar

Mensagens : 85
Data de inscrição : 06/06/2015

MensagemAssunto: Re: Reencontro das coroas   Seg Out 26, 2015 7:59 pm


Elevou uma das sobrancelhas com a resposta que ganhou, sabendo muito bem que era para mascarar a verdade, mas não se preocupou em saber o porque. A observou se afastar, admirando seu corpo nu se abaixar para pegar um de seus cigarros. Enquanto isso, colocou sua calcinha e sutiã, junto dos saltos. Se virou novamente para Fiona quando ela recomeçou a falar, soltando uma risada debochada com sua fala. Preferiu nada dizer, vendo-a se vestir e logo subindo o zíper do vestido que tinha aberto momentos antes. Aquele silêncio entre elas era normal, uma apenas avaliando a outra, e por mais que odiasse a vê-la fumando, admirava mesmo assim seu ser em toda aquela postura, em toda aquela beleza. Foi quando ela terminou o cigarro que  retribuiu o olhar que ganhava. Sabia o que ela estava tentando fazer, assim como sabia que não iria admitir, nem a loira também. Soltou o cabelo, deixando que os cachos caíssem em desordem por suas costas e ombros. - Sabe, você tem muito o que fazer mesmo. Isso de sangue eu sei o que te incomoda. Uma bela loira chamada Aurora, como se sente vendo-a com uma bela puro sangue? - Ah, como ela adorava cutucar aquela ferida, a loira que era a prova da traição do marido de Fiona. - Anastásia me disse o quanto lhe intrigou. Imagina, uma bastarda com a filha mais velha de uma família importante. - Seu sorriso maldoso voltou aos lábios, se aproximando aos poucos dela.


Cora Rosier
LOVE IS WEAKNESS

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Reencontro das coroas   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Reencontro das coroas
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte
 Tópicos similares
-
» DIY - Coroa de Flores da Megurine Luka

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Pervs RPG :: Florestas e afins-
Ir para: